Categoria

Cabelo

Cabelo, Dicas

Mamis dá a dica sobre pH, sal e outras coisas

Pra fechar a seqüência de posts sobre cabelos, aqui vão algumas dicas de mamis e, em seguida, um sorteio de shampoo e condicionador super phynos, cortesia da Li.

Por sinal, obrigadaaaaa Li! :)

Se não fosse o seu comentário sobre pH, os posts e os testes não teriam acontecido.

– – – – – –

Amygha leitora, se você chegou só agora, não deixe de conferir os posts passados:

  1. Teste de pH dos shampoos de farmácia e supermercado:
    https://www.2beauty.com.br/blog/2009/05/18/teste-do-ph/
  2. Teste de pH dos condicionadores de farmácia e supermercado:
    https://www.2beauty.com.br/blog/2009/05/19/teste-do-ph-parte-ii-condicionadores/
  3. Shampoo sem sal é balela:
    https://www.2beauty.com.br/blog/2009/05/13/e-o-sal/

– – – – – –

Mamis me deu uma pequena “aula” e eu gravei tudo em vídeo. Como ela não deixou postar o vídeo, resumi e colei aqui.

Vamos lá…

O que rola na nossa cabeça
Imagine o fio de cabelo como um lápis. No centro, onde ficaria o grafite, está a medula. Em volta dela há uma camada mais grossa, como aquela madeira do lápis, que é chamada córtex e, revestindo o cortex, há uma cutícula de queratina em forma de escamas, uma em cima da outra, como a camada fina de cor que decora o lápis por fora.

Os fios de cabelo nascem dentro da pele, em folículos pilossebáceos que estão ligados à circulação (que oxigena e traz nutrientes) e a glândulas de suor e de sebo.

A mistura do suor e do sebo, por mais nojenta que pareça, é um hidratante natural da pele, chamado Manto Hidrolipídico e é ele que mantém a pele protegida.

Utilizando produtos muito ácidos ou muito alcalinos você remove o manto, o que desidrata e irrita o couro cabeludo, além de ressecar as camadas de queratina, que se abrem e deixam o cabelo com aspecto seco e armado.

O pH do couro cabeludo
É importante lembrar que o couro cabeludo tem pH. Ele é, em geral, levemente ácido, numa faixa de 4 a 6. Se for seco, vai um poquinho mais.

Shampoos e condicionadores que se afastam da faixa de pH acima podem causar irritação.

Para cada cabeça, uma sentença
Se você tem cabelo oleoso e pretende usar um shampoo próprio para o seu caso, o pH deve ser mais baixo e ácido (de 6 a 6,5), levemente agressivo, para remover a oleosidade excessiva do couro cabeludo. 

Quanto menos oleoso for o cabelo, mais alto pode ser o pH, contanto que não passe do nível de neutralidade (7).

No caso de utilizar shampoos muito ácidos, não esqueça de prestar atenção nas pontas dos fios, pois o pH mais baixo pode ressecá-las.

Para que isso não aconteça, use condicionador ou máscara hidratante apenas na área problemática, evitando aplicar produtos gordurosos na raiz.

Shampoo
Ele é composto basicamente por:

  • Tensoativo – Detergente
  • Agente Espessante – É o que dá “corpo” ao shampoo, de modo que fique viscoso. É utilizado em concentração suuuper baixa e sim, pode ser sal, só que é diferente do sal de cozinha, porque não contém iodo.
  • Agente Estabilizador de Espuma – É dosado para que o shampoo não tenha nem muita, nem pouca espuma.
  • Conservante
  • Antioxidante

Como eu disse acima, o sal é utilizado em quantidade pequena e, nas palavras de mamis, “não muda em NADA o efeito no cabelo”. É puro MAR-KE-TING!

A Eliana (obrigada!) completou a informação sobre sal com o seguinte:
“Apesar de muitos xampus estamparem em seus rótulos a informação ‘não contém sal’, isso faz referência apenas a um tipo de sal, o cloreto de sódio. ‘Todo xampu tem em sua fórmula o lauril, que também é um sal. Quando se fala que um xampu é sem sal, quer dizer que ele não tem cloreto de sódio, aquele usado na cozinha, mas tem outros sais na formulação’, explica, o dermatologista Adilson Costa. Segundo o médico, o sal é um agente de limpeza presente na fórmula dos produtos que também é responsável por encorpar e criar a espuma.”
Fonte: https://www.puccamp.br/servicos/detalhe.asp?id=42555

Outra coisa importante a ressaltar é que o shampoo foi feito para lavar o cabelo. Simples assim!

Você aplica, massageia e enxágua.

Como enxágue, saem a sujeira do cabelo e o próprio shampoo.

Ele não permanece no seu couro cabeludo, então não adianta ter mil e quinhentos ingredientes diferentes e que prometem mil coisas, porque ele é aplicado e, logo depois, removido.

Condicionador
Condicionadores são emulsões que podem ter maior ou menor concentração de gordura dependendo da sua finalidade (cabelos secos, pintados, etc).

Ele existe para repor a gordura natural e necessária que foi retirada com o shampoo, evitando que o cabelo embarace.

É o que mais requer cuidado na hora da escolha, já que não é removido por completo mesmo depois de enxaguar.

Vale lembrar que o banho quente abre os poros e que a massagem no couro cabeludo aumenta a circulação e “excita” as glândulas sebáceas.

Pense nisso quando aplicar o condicionador, especialmente se o seu cabelo for muito oleoso.

Se aplicado diretamente na raiz, o condicionador entrará nos poros e fará uma festa com as glândulas sebáceas.

Água influencia?
Sim! A nossa água é diferente da água dos EUA ou da Europa.

Aqui ela é tratada de forma mais “leve” e com componentes diferentes.

Nos EUA e Europa, a água é tratada com cálcio e magnésio. No Brasil, com cloro.

Como a nossa água é menos tratada e contém menos íons, utiliza-se concentração de Tensoativo (detergente) baixa, em torno de 25%. 

Produtos importados tem concentração de 50 a 75%.

E é por isso que notamos uma diferença no cabelo (para melhor ou pior) quando viajamos para fora do Brasil.

O clima diferente também interfere. Lugares com umidade elevada deixam os fios mais ondulados e localidades com tempo seco, alisam o cabelo e podem aumentar o frizz.

PS: O sorteio dos “produtis” para cabelo será publicado em breve!

Cabelo

Teste do pH – Parte II (condicionadores)

Aqui vai a segunda parte do teste de pH!!

A primeira está disponível no seguinte endereço:
https://www.2beauty.com.br/blog/2009/05/18/teste-do-ph/

Lista dos condicionadores testados:

  1. Éh Encaracolado Condicionador Antifrizz
  2. Condicionador Seda Liso Extremo
  3. Coquetel Para Banho de Creme Pharmacus (Manteiga de Karite, Uréia, Elastina, Aminoácidos e Queratina)
  4. Niely Gold Condicionador com Exclusiva Max Queratina
  5. Creme de Tratamento Neutrox Liso Deslumbrante
  6. Condicionador Disciplinante L’Oreal Elsève Liss-Intense
  7. Condicionador L’Oréal Professionnel Liss Ultime
  8. John Frieda Luminous Color Glaze
  9. Condicionador Natura Plant Brilho e Maciez

Resultados:

  1. Éh Encaracolado: pH entre 4,5 e 5
  2. Seda Liso Extremo: pH 5
  3. Coquetel Para Banho de Creme Pharmacus: pH entre 6,5 e 7
  4. Niely Gold: pH entre 4 e 4,5
  5. Neutrox Liso Deslumbrante: pH entre 4,5 e 5
  6. Elsève Liss-Intense: pH entre 4 e 4,5
  7. L’Oréal Professionnel: pH 5
  8. Luminous Color Glaze: não foi possível medir o pH, porque a tintura do produto manchou a fita
  9. Natura Plant: pH entre 4,5 e 5

E aqui vai o pH de mais dois shampoos:

  1. Shampoo Natura Plant Brilho e Maciez: pH entre 6,5 e 7
  2. Shampoo L’Oréal Professionnel Liss Ultime: pH 6

Obrigada Li, por enviar o shampoo e o condicionador Liss Ultime e obrigada Tia Bel, pelos produtos Natura Plant! :)

Cabelo

Teste do pH

Depois do post sobre shampoo com ou sem sal, pH e tudo mais, passei no super antes de ir pra casa e comprei alguns dos produtos que vocês pediram para o teste.

Não deu pra comprar todos os shampoos sugeridos (Alou, Mega-Sena! Beijomeliga!), mas consegui a maior parte deles.

Listinha dos participantes do primeiro teste de pH:

  1. Shampoo Niely Gold Sem Sal Com Exclusiva Max Queratina
  2. Shampoo Purificante Sem Sal OX Plants
  3. Shampoo Pantene Pro-V Liso Extremo
  4. Shampoo Disciplinante L’Oreal Elsève Liss-Intense
  5. Shampoo Sem Sal Vizcaya Volume Free Performance
  6. Shampoo Seda Liso Extremo
  7. Shampoo Pharmacus com Aloe Vera, Aminoácidos e Queratina
  8. Johnson’s Baby Shampoo
  9. Shampoo Fortificante Para Cabelos Mistos Garnier Fructis
  10. Shampoo Sem Sal Phytoervas Extrato de Romã
  11. Shampoo Dove Frizz Therapy
  12. Shampoo Antifrizz Éh Encaracolado

No sábado, minha tia cedeu um shampoo e um condicionador da Natura, mas ele só vai ser testado hoje a noite, junto com alguns condicionadores (tipo Seda, Esève, Gold, Neutrox, John Frieda, etc). Aguardem!

Como foi feito o teste dos shampoos:

Mamis usou fitinhas medidoras de pH. Basta colocar um pouco do produto sob a parte colorida da fita e esperar que ela mude de cor.

Depois, é só comparar a cor da fita com a tabela de cores disponível com o kit, vide foto abaixo:

A tabela não conta com números quebrados (tipo 6,5) e alguns shampoos tiveram resultado de cor que ficava entre um tom mais escuro e outro mais fraco da tabela, então mamis usou seu olhar clínico (e alguns palpites meus) para fechar os resultados.

Por exemplo: Se um produto ficou com um tom de verde que não era tão fraco pra ser um 6 ou tão forte pra ser um 7, fechamos em 6,5.

Qualquer dúvida, me perguntem!

Aqui vão os resultados: 

  1. Niely Gold: pH entre 7 e 7,5
  2. OX Plants: pH entre 5 e 5,5
  3. Pantene: pH 6,5
  4. Elsève: pH entre 5,5 e 6
  5. Vizcaya: pH 6
  6. Seda: pH entre 7 e 7,5
  7. Pharmacus: pH 6
  8. Johnson’s Baby: pH entre 7 e 7,5
  9. Garnier Fructis: pH entre 6,5 e 7
  10. Phytoervas: pH entre 7 e 7,5
  11. Dove: pH entre 6,5 e 7
  12. Éh: pH entre 6,5 e 7 

Relembrando o pH:

  • Produtos com pH 7 são chamados de neutros.
  • Produtos com pH abaixo de 7 são ácidos, selam as cutículas, diminuem o frizz, etc.
  • Produtos com pH acima de 7 são alcalinos, abrem a cutícula do cabelo, ressecam os fios, etc.

Uma coisa importante a ressaltar é o tipo de cabelo para o qual o shampoo foi criado. Cabelos oleosos necessitam de produtos mais “fortes” na limpeza ou seja, com pH levemente mais baixo, e cabelos secos precisam do contrário.

Os shampoos com o pH mais alto no teste (entre 7 e 7,5) foram o Niely Gold Sem Sal Com Exclusiva Max Queratina, o Seda Liso Extremo, o Johnson’s Baby e o Phytoervas Extrato de Romã. O pH desses três produtos é neutro, inclinando muuuuuuito levemente (quase nada) para o lado alcalino.

O pH mais baixo de todos foi o OX Plants, com 5,5, o que é estranho, já que meu cabelo ficou meeega armado com ele, mas, de acordo com mamis, o pH de 5,5 faz sentido, já que o OX do teste é um shampoo purificante, de limpeza mais profunda e indicado para usar de vez em quando nos cabelos mistos e oleosos.

O mais provável é que o meu cabelo tenha ficado duro por efeito da Queratina Líquida que usei em conjunto, o que não é legal pra quem já fez Escova de Chocolate.

– – – – –

PS: Algumas pessoas me perguntaram onde se compra as fitas. Tudo que eu sei é que são vendidas por distribuidoras de produtos químicos. Algumas coleeegas avisaram nos comentários que essas fitinhas também são vendidas em loja de produtos para piscina. Gracias, girls!

PS 2: Estou experimentando o shampoo e o condicionador Elsève Liss-Intense e UAU! Adorey! Obrigada pela dica, gurias! O frizz diminuiu móóóóóito e o cabelo ficou super macio.

PS 3: Em breve, texto mais detalhado e escrito por mamis, falando sobre pH, sal e muito mais!!

PS 4: Quem tiver mais dicas ou informações, plis, compartilhe!

Cabelo, Dicas

E o sal?

Achei que seria do interesse de todas, então vou copiar aqui um comentário que a Li Petroucic fez no post sobre produteeenhos para cabelo.

Ela explica direitinho essa “cousa” de produtos sem sal e sobre como o pH é importante.

Vamos lá…

Oi Marina, tudo bem?
Estava lendo seu post e quando vi você falar sobre shampoos sem sal não agüentei ficar quieta. hehe

Muiiiiitas mulheres, devido a essa onda de várias marcas populares colocarem no rótulo “shampoo sem sal”, agora têm a mania de achar que o sal faz mal ao cabelo e que, qualquer shampoo sem sal, seja qual for a marca, é a melhor opção.

Apesar de ser noviiinha (21 anos hehe) sou cabeleireira, trabalho em salão já faz 2 anos, já tive oportunidade de fazer cursos com diversos cabeleireiros extremamente renomados (Celso Kamura, Marco Antonio de Biagi, Celso Kamassola, Wanderley Nunes…) e todos sempre tiveram a mesma opinião sobre essa lenga lenga de sal no shampoo: é lorota!

A função do sal, cloreto de sódio, nos shampoos é apenas uma: encorporar o produto e fazer espuma!

Quando ele não está presente na composição de um shampoo, sempre haverá um outro ativo que cumprirá a mesma função. Afinal quem compraria um shampoo que não faz espuma, não é mesmo?!

Acontece que grande parte das marcas, principalmente as populares, não utilizam os derivador do cloreto de sódio, pois isso elevaria muiiito o preço dos produtos.

Muitíssimo mais importante do que reparar se o produto tem ou não sal, é ficar de olho beeem aberto com seu pH.

Produtos muito alcalinos – com pH > 7 abrem completamente a cutícula do cabelo tornando-o frizado, ressecado, bem “jubona” mesmo!

Já os produtos ácidos – com ph < 7 – fecham as cutículas deixando os cabelos selados, sem frizz, macios e muito brilhosos!

Agora começou a onda de algumas marcas populares baixarem o pH dos produtos para menos de 7 e colocarem isso no rótulo, mas isso, pelo menos nas marcas profissionais, sempre foi obrigatório na composição dos cremes. 

Em um curso que fiz recentemente, eles testaram o pH de algumas marcas, entre elas Seda e Garnier, e o resultado foi absurdo, ambos possuíam pH de 7,5 a 8, mais alcalino que um detergente, por exemplo.

Não tem cabelo que fique bom desse jeito, né? Nem mesmo shampoos anti-resíduos que tem finalidade de limpar profundamente os cabelos e abrir beeem as escamas possuem pH superior a 7.

Desculpe o comentário gigaaante e espero ter ajudado! :)

Ah, mais uma coisa, muito provavelmente seu cabelo não se deu bem com a queratina da Vizcaya porque você já faz progressiva (lembro que li uma vez no seu post, mas não lembro se foi de chocolate, marroquina…) e, seja em qualquer tipo de progressiva, o principal componente, além do formol, é a queratina pura, que quando em excesso deixa o cabelo muito rígido e com o aspecto de espigado.

A Simone completou o comentário da Li com uma notinha interessante também:

Concordo com a Li em partes. Sim, esse negócio de shampoo sem sal é lorota! Mas o NaCl só serve como espessante na fórmula, o que dá espuma é o excesso de tensoativo, que normalmente é o lauril sulfato de sódio, que é agressivo e resseca os cabelos, porém praticamente todo mundo usa porque é muito barato.

Além disso como 99,9% dos shampoos tem lauril eles NÃO são sem sal, visto que o próprio lauril é um sal!!

Obrigada, Li e Simone! :)

– – – – – – –

Minha mãe (que é farmacêutica) já tinha “rolado os zóin” pra mim quando cheguei em casa com shampoo sem sal, mas sabe como é, né? Casa de ferreiro, espeto de pau…

Só fui dar atenção quando as meninas aqui do blog me avisaram.

Então vocês já sabem… essa coisa de 100% sal free “non exsiiiiste” (Padre Quevedo mode on) e é importante ficar ligada no pH da fórmula.

  • pH acima de 7 abre a cutícula do cabelo e você fica Maria-Bethânia-gosto-muito-de-te-ver-leãozinho.
  • pH abaixo de 7 fecha a cutícula e o cabelo fica sem frizz, brilhoso e bonito. 

– – – – – – –

Fugindo um tiquinho do tópico, aqui vai uma foteeenho do meu cabelo com o produto do John Frieda que eu sempre falo e suuuper recomendo:

Primeira foto: mufa “ao natural”.

Segunda foto: mufa alisada e tratada com o Brilliant Brunette Luminous Color Glaze. Muito breeelho!

Cabelo, Comprinhas

Desbravando o supermercado em busca de produteeenhos pro cabelo

Desde que escrevi aquele post pedindo dicas de produteeenhos para os meus cachos alisados, choveram comentários e sugestões preciosas.

Obrigada, gurias!

Semana passada fui ao super e à Panvel para procurar shampoo e condicionador novos.

Pretendo me jogar nos importados em breve, mas, antes disso, estou criando coragem. 

Pagar R$50 num frasco de shampoo (que não dura um mês na minha mão) dói um pouquinho no bolso, especialmente se for só para experimentar.

Quero acertar de primeira, então estou pesquisando bastante.

Enquanto isso, segui a dica de várias meninas e joguei-me nos shampoos sem sal das gôndolas do super e da Panvel.

Tudo barateeenho!

Comprei:

  • Shampoo e Condicionador Niely Gold sem sal (R$11,15)
  • Shampoo Purificante OX Plants sem sal (R$6,98)
  • Condicionador Anti-Frizz para cabelos encaracolados Eh (R$16,70)
  • Kit de Viscaya Keratina Líquida (R$12,90)

Desde quinta-feira, estou usando o shampoo OX e o condicionador Eh, combinados com a queratina líquida Viscaya e… bleh.

MEU CABELO FICOU MAIS ARMADO.

Será que ele sente falta do sal? Será que é o tempo? Será?

Ele está tão volumoso… :(

Talvez o tal do sal deixasse os fios mais pesados e menos Maria Bethânia? Alguém aí pode me dizer se é possível?

Fora isso, preciso comentar que o cheirinho do Condicionador Eh para cabelos encaracolados é uma delíííícia, mas não ajudou muito com o frizz.

E aproveitando que estamos nesse assunto…

JOHN FRIEDA PRIDE!

Essa é a minha coleção de produteeenhos John Frieda da linha Brilliant Brunette. Eu também gosto muito do shampoo e do condicionador (que parece um doce de leite), mas infelizmente o meu estoque acabou faz tempo.

Da esquerda para a direita:

  • John Frieda Brilliant Brunette Hair Spray
  • John Frieda Brilliant Brunette Perfecting Glosser
  • John Frieda Brilliant Brunette Smoothing Milk
  • John Frieda Brilliant Brunette Wave Enhancing Spray
  • John Frieda Brilliant Brunette Luminous Color Glaze

Já tive alguns produtos da linha Frizz-Ease, mas mamis se adonou deles, então não posso comentar.
* rs rs rs *

Desses produtinhos da foto, os que eu acho que realmente fazem diferença (além do shampoo e do condicionador) são:

  • O Luminous Color Glaze, que é um tonalizante leve que fortalece a cor e dá um belo brilho aos fios.
  • O Hair Spray, que segura tuuudo, tem FPS e não deixa o cabelo duro feito pedra.
  • O Perfecting Glosser, que funciona como um silicone, mas melhor.

O Wave Enhancing Spray e o Smoothing Milk são bacanas, mas não são muito melhores que os produtos nacionais.

Algumas pessoas me perguntaram onde encontrar a linha do John Frieda no Brasil e nos EUA, então aqui vai:

Nos EUA, em qualquer farmácia ou supermercado você encontra a linha toda e é super barato. O shampoo custa coisa de $6 ou $7 dólares, por exemplo.

Aqui, eu só encontrei alguns produtos pra vender no site sacks.com.br e no site Laffayette Perfumes. Na sacks o shampoo custa R$51,90 e na Laffayette, R$44,80.

– – – – – –

Meninas de SP, Mari dá a dica:

Marina, para as meninas que moram em SP, tem John Frieda lá nas lojinhas de cosméticos da Liberdade. :)

Obrigada, Mari! :)

– – – – – –

Meninas do Rio, Luisa e Juliana dão a dica:

A Farmalife vende John Frieda e o preço é mais ou menos igual ao da Laffayette.

Obrigada, gurias! :)

– – – – – –

PS: Nos comentários tem mais endereços!!! Tem até em Porto Alegre, gente. Farmácias Onofre, aqui vou eu!

Cabelo

Cabelo, cabeleira, cabeluda… descabelada!

Desde que cortei o cabelo, comecei a me preocupar mais com ele, então gostaria da ajuda  de vocês, já que sou do tipo que usa o shampoo que estiver no box, não importa qual for.

Há alguns meses que minha mamis só compra Seda Liso Extremo, então é esse que tenho usado.

Não que eu ache o Seda ruim, pelo contrário. Estou satisfeita, mas gostaria de algumas dicas de outros produtos para experimentar e, claro, mostrar pra vocês.

O único item de “luxo” que faço questão de ter é o John Frieda Luminous Color Glaze Brilliant Brunette e digo item de luxo, porque aqui é caro, então sempre que viajo trago um frasco novo, já que nos EUA você compra barateeenho, em qualquer super ou farmácia.

O Color Galze é bacana, porque dá mais brilho e vida à cor do cabelo e é muito fácil de usar. Você lava o cabelo, condiciona e depois passa o Color Glaze. Espera uns cinco minutinhos e enxágua bem. Pronto!

Faço isso de vez em quando e o cabelo fica super bonito, brilhante e macio.

Vale lembrar que ele tinge levemente os fios, mas não dura muito (coisa de uns 3 ou 4 dias).

Como quero variar e descobrir coisas novas, se alguém tiver dicas de máscaras de hidratação, etc, por favor, manifeste-se!

Fechar