Minhas leituras

Meu projeto de leitura continua firme e forte!

Estou tão feliz que tenho mantido a média de três livros por mês e que o Clube do Livro engrenou, porque trocar dicas de leitura com vocês tem sido uma experiência muito divertida :)

Fora isso, como os últimos lançamentos da Netflix não tem me animado muito, os livros são ótimos substitutos de entretenimento.

Aqui estão minhas leituras do mês que passou:

Minhas leituras

Flores Partidas

Este foi o livro escolhido para a primeira edição do Clube do Livro e apesar de ter gostado muito dele, a leitura foi TENSA.

A história é triste e violenta, então não é o tipo de livro que eu recomendo pra quem sofre com pesadelos.

Vamos ao que interessa:

Flores Partidas é sobre Lydia e Claire.

Elas perderam a irmã mais velha, o que traumatizou bastante a família, e não se falam há anos, desde o dia em que Lydia contou para a irmã que o cunhado tentou estuprá-la.

Claire não acreditou e a família se partiu ainda mais.

Dezoito anos depois, Claire descobre vídeos perturbadores escondidos no computador do marido que acabara de falecer e é aí que a história se torna viciante, porque ela fica com a pulga atrás da orelha e resolve investigar.

Como Flores Partidas é um suspense que envolve abuso e violência contra mulheres, é preciso ter estômago forte, viu? Mas esse é o tipo de livro que te prende mesmo com o desconforto, porque você precisa saber o que acontecerá em seguida e como a história vai acabar.

Minhas leituras

Rio Vermelho

Praticamente engoli em uma única noite e acho que nunca fiquei tão revoltada com o final de um livro!

De verdade: gostei muito até as últimas duas ou três páginas, quando o desfecho me deixou super decepcionada.

Ainda assim, não acho que o final estragou a experiência como um todo e não me arrependo de ter virado a noite com ele.

A história de Rio Vermelho é sobre Dennis Danson e Samantha, a mulher que se apaixonou por ele.

Ainda muito jovem, Dennis foi preso pelo assassinato de uma menina na pequena cidade de Red River.

Samantha se interessou pelo caso e passou horas debatendo sobre os problemas da investigação e do julgamento com outras pessoas na internet.

Se me identifique? Sim, super! Hehehe

Mas não me identifiquei com a parte dela escrever para ele na prisão e dos dois acabarem apaixonados e casados mesmo sem se conhecerem muito bem.

Quando Dennis vira o tópico de um documentário estilo Making a Murderer, seu caso é revisto e ele é libertado.

No início, Samantha ficou super feliz, mas com o tempo e o convívio, ela descobre novidades sobre Dennis que a deixam cada vez mais desconfiada.

Minhas leituras

Caixa de Pássaros

Este livro foi dica de muitos de vocês e eu amei! Foi uma ótima leitura, porém cheia de angústia.

Morri de medo em vários momentos, porque o livro explora uma das coisas que mais me apavoram: falta da visão/escuridão.

Caixa de Pássaros conta a história de uma mulher que precisa atravessar o rio num barco a remo com seus dois filhos de quatro anos.

Ao longo da leitura, descobrimos que as pessoas enxergam alguma coisa não identificada e aí se suicidam. Ninguém é imune e o mundo vira de pernas pro ar!

Anos depois do surto ter começado, poucos sobreviveram e ninguém sabe o que fazer para resolver o problema.

Como resultado, quem ainda está vivo não sai de casa, cobre todas as janelas e frestas e, se for preciso colocar o pé na rua, anda com os olhos vendados para se proteger.

A vida é escura e cada som desconhecido é um desespero, mas Malorie criou coragem para encontrar um lugar mais seguro para ela e seus filhos.

Depois de muito planejar, ela inicia o trajeto pelo rio com as crianças e eu quase morri de aflição, porque a viagem é feita às cegas e com uma ameaça misteriosa seguindo o barco.

Haja coração!!!

Pra melhorar, só se o final tivesse as respostas pra algumas das perguntas que surgiram na minha cabeça ao longo da leitura.

Dos três livros do mês, acho que esse foi meu preferido :)

E o melhor: ele está sendo adaptado pela Netflix e vai virar um filme!


 

Quem quiser acompanhar todas as minhas leituras, basta dar uma olhada na tag “Minhas leituras” aqui no blog ou na hashtag “#ClubeDoLivroDoMarinão” lá no Instagram (@marina2beauty).