bsb1

SÃO TANTAS EMOÇÕES!

Quando soube que os Backstreet Boys fizeram um documentário sobre a história da banda, fique super animada e comecei a acompanhar todas as notícias relacionadas ao assunto.

No início do mês, o documentário “Show ‘Em What You’re Made Of” finalmente  chegou às salas de cinema nos Estados Unidos.

Como eu sou ansiosa, não esperei o lançamento no Brasil (até porque ainda não sei ao certo se o filme realmente chegará nos cinemas daqui) e me joguei de cabeça no Google.

Depois de algumas buscas sem sucesso, consegui encontrar o arquivo certo do documentário e voltei no tempo.

Por alguns momentos, EU TIVE QUINZE ANOS NOVAMENTE!

Não sei se o filme é interessante pra quem não é fã dos BSB, mas pra mim foi incrível.

Eu ri, chorei, dancei, cantei e depois chorei mais um tanto.

bsb2

Aos poucos fui revivendo todos os momentos importantes da banda e descobrindo coisas que nem imaginava sobre Brian, AJ, Nick, Howie e Kevin, o que eles passaram no início da carreira e o que eles passam hoje, já adultos.

“Show ‘Em What You’re Made Of” é um documentário muito honesto que mostra os altos e baixos do grupo e que não esconde as eventuais falhas e fraquezas dos integrantes.

O Brian, por exemplo, está com um problema bem sério nas cordas vocais.

A voz não é a mesma de anos atrás e ele chorou ao explicar como isso é difícil pra ele e pra banda.

Eu chorei junto, porque poham! É o Brian… o cara com a voz mais musa dos BSB.

bsb3

Outra surpresa foi o Kevin!

Nunca dei muita bola pra ele, porque era o mais velho, o mais quieto e o que menos cantava, mas depois de assistir “Show ‘Em What You’re Made Of”, sou #TeamKevin.

Ele pode não ter muitos solos nas músicas do grupo, mas teve e ainda tem um papel importantíssimo de irmão mais velho nos bastidores.

Quando alguém pira na batatinha (e isso aconteceu mais de uma vez, como vocês verão no documentário), o Kevin é o cara que chega junto e dá a real.

bsb4

Eu poderia escrever mais uns dez posts sobre tudo que eu amei e tudo que me surpreendeu nesse documentário, mas o melhor que posso fazer é pedir pra vocês, PELO AMOR DE NICK CARTER!, assistirem também.

É muito divertido, é emocionante e dá uma saudade enorme.

Tirei todos os meus CDs dos BSB do fundo do armário e estou há uns dois dias com I Want It That Way e The Call no repeat. Sinto peninha dos meus vizinhos, mas não consigo parar :)

Pra assistir no Youtube, clica aqui.

PS: KEEP THE BACKSTREET PRIDE ALIVE <3