Resenha: Shine Revolution Batom Gloss Avon (Rosa, Nude e Coral)

StarStarStarStarStar

Uma estrelinha para Rosa (nível máximo do selo Anubis de desaprovação)


StarStarStarStarStar

Quatro estrelinhas para Nude

StarStarStarStarStar

Duas estrelinhas para Coral

Nunca fiz uma resenha com tantas notas diferentes, mas não houve outro modo… a pigmentação de uma cor pra outra variou muito.

Agora, se eu fosse dar pitaco sobre a linha inteira dos batons Shine Revolution baseada apenas nas três cores que eu tenho, acho que a nota final seria uma ou duas estrelinhas por um simples motivo:

A descrição diz que esse é o primeiro batom da Avon que proporciona equilíbrio perfeito entre cor e brilho.

Das cores que adquiri, só notei esse equilíbrio em uma das tonalidades. As outras duas tinham pouquíssima pigmentação.

Se a proposta fosse outra, do tipo batom levinho ou gloss mais pigmentado, ok! Mas a descrição fala de cores vivas e blah blah blah.

Amostrinhas com e sem flash: Rosa (cintilante), Nude (cremoso) e Coral (cremoso).

Pra quem não conhece ou ainda não viu, a linha Shine Revolution tem o miolo de batom e uma camada de gloss transparente em volta.

Tudo isso embalado numa bala prateada bem simpática por R$17,99 cada.

Achei a idéia suuuuper e me joguei em três cores: Rosa (cintilante), Nude (cremoso) e Coral (cremoso).

Como vocês podem notar nas amostrinhas acima, a Rosa é a menos pigmentada das três.

Close-up: Boca nua e com Shine Revolution Rosa

Close-up: Shine Revolution Coral e Nude

Nos lábios, o tom Rosa é puro gloss, um tiquinho de cintilância e nenhuma cor. Sério, NENHUMA COR.

O batom Coral é um pouco melhor, mas não é nem de perto “a combinação perfeita de brilho e cor”.

A pigmentação é beeeeeeem meia boca e o resultado final lembra o efeito de um lip tint.

O Nude foi o único que me deixou satisfeita.

Ok, o tom não é mega emocionante e a cobertura tá longe de ser uma Brastemp, mas é a melhorzinha das três.

Fora isso, a cor e o acabamento me lembram meu amado Hug Me, só que sem o fundinho rosado que o exemplar da MAC oferece.

É forçar a amizade dar quatro estrelas pra ele, até porque não é só passar e tá pronto. O miolo colorido com a camada de gloss em volta dificulta preencher a boca de forma igual.

O que eu faço é aplicar o batom, espalhar com o dedo, aplicar mais uma vez e espalhar com o dedo novamente.

Mas sério… Tô usando muito pra todo dia, porque adoro cor de boca assim.

Carão (com e sem flash): Shine Revolution Rosa

Carão (com e sem flash): Shine Revolution Coral

Carão (com e sem flash): Shine Revolution Nude

Agora, deixando de lado a pigmentação mega xoxa e falando de outras características, vale comentar que eu gostei bastante da sensação ao usar.

A boca fica hidratada e macia sem ficar pegajosa.

A textura do gloss é super boa e o resultado é uma camada fina e transparente que dá aspecto molhadinho aos lábios.

Junte o gloss com o miolo de batom e você tem um batom Lustre da MAC, só que com muito menos cobertura e um pouco mais de fixação, porque sim! Ele dura mais tempo na boca, mas não é muito, ok?

Resumindo:
Se na divulgação a Avon não tivesse dado tanta ênfase no quesito cor, a resenha talvez fosse outra. Eu acho que a marca tem batons “normais” que são muuuuito mais pigmentados e até mais baratos. Se você precisa de batom + gloss na sua vida, melhor comprar um de cada e misturar, porque o Shine Revolution fica devendo bastante em cobertura e pigmentação.

Como fazer a maquiagem durar no calor? Por que proteger o cabelo do sol? Dicas para quem tem melasma Uma minissérie com elenco estrelado O reality mais legal da Netflix Por que o protetor solar esfarela? Entendendo os tônicos faciais Como limpar a pele antes de dormir Guia rápido: óleos faciais Três dicas para cuidar da região dos olhos Guiá rápido sobre o uso de ácidos na pele Produtos que você não deveria guardar no banheiro