2Beauty

2Beauty

Dicas, tutoriais e resenhas sobre maquiagem.

Sephora

Não é make, mas é demais: Melhores bandas e cantores fictícios

2-11.56.59

O cinema e a TV são responsáveis por várias bandas e cantores fictícios maravilhosos!

De Phoebe Buffay a The Wonders, abaixo estão alguns exemplos dos meus preferidos de todos os tempos :)

“The Wonders – O Sonho Não Acabou” é um filme ótimo sobre uma banda que fez sucesso com apenas uma música nos anos 60… e que música! That Thing You Do é das coisas mais maravilhosas e animadas da vida!

“Letra e Música” é um filme fofo em que Hugh Grant interpreta Alex, um músico que vive da fama do passado e que encontra o sucesso novamente ao conhecer Sophie (Drew Barrymore) e compor Way Back Into Love com ela. A parceria dos dois rende uma das canções mais bonitinhas do cinema!

“Garota Infernal” é um filme de terror bem meia-boca sobre uma menina tomada pelo capeta. O ponto alto é Adam Brody lindo e sua banda emo fictícia que tem uma das músicas mais chiclete que eu já ouvi. E ela nem é tão boa assim! Mas vicia, gente. De verdade! Desafio do post: Escutar Through The Trees apenas uma vez.

O filme “Mudança de Hábito” é uma lembrança muito gostosa que tenho da infância e é recheado de belos momentos musicais. As irmãs do convento não são exatamente uma banda, mas elas agitam bastante :)

“A Escolha Perfeita” é uma comédia sobre um grupo acapella feminino, as Barden Bellas, e além de muito engraçado, o filme tem mashups de várias músicas super legais.

“Friends” é o tipo de seriado que nunca perde a graça e o melhor de tudo é que ele tem várias canções maravilhosas de Phoebe Buffay. A mais memorável delas é Smelly Cat, com certeza!

“How I Met Your Mother” é o genérico de Friends e também conta com uma artista fictícia divertidíssima. Robin Sparkles e Let’s Go To The Mall são um resumo bem humorado dos anos 80 e minha parte preferida de HIMYM :)

E já que estamos falando de cantores fictícios, não podemos esquecer do seriado “Glee”, já que o glee club da escola McKinley High é responsável por ótimas versões de músicas mais famosas. Don’t Stop Believing foi a primeira delas e é minha favorita até hoje.