2Beauty

2Beauty

Dicas, tutoriais e resenhas sobre maquiagem.

Sephora

Não é make, mas é demais: Documentário West of Memphis

wm1

E cá estou eu para falar de mais um documentário que envolve um crime horrível e um julgamento que deixaria qualquer pessoa indignada.

Em 1993, três meninos foram encontrados mortos e mutilados num canal em Robin Hood Hills, oeste de Memphis.

Um mês depois, três adolescentes foram acusados do crime e após passarem um dia inteiro sendo interrogados individualmente, um deles confessa.

Na época, a promotoria expôs o caso como um assassinato satânico.

wm3

wm4

Fora a confissão, não havia indícios ou provas físicas do envolvimento dos adolescentes no caso, exceto pela percepção das pessoas da cidade de que eles eram um tanto estranhos e talvez adoradores de satã, porque usavam preto e curtiam metal.

A comunidade tinha certeza da culpa deles e Jessie Misskelley Jr., 17 anos, Jason Baldwin, 16 anos, e Damien Echols, 18 anos, foram para a prisão.

A condenação dos guris deixou muitas pessoas indignadas, incluindo famosos como Eddie Vedder, Johnny Depp e o diretor Peter Jackson que, inclusive, ajudaram a levantar fundos para a defesa dos três.

wm5

wm2

Com o passar dos anos e novas investigações por parte da defesa, foi ficando cada vez mais claro que muito do caso foi mal interpretado e que não havia nada de satânico nos assassinatos.

Fora isso, as autoridades tinham ignorado um suspeito óbvio.

Fiquei vidrada na TV do início ao fim e chorei, chorei, choreeeei com o final da história.

West of Memphis pode ser encontrado no Netflix e abaixo está o trailer do documentário: