2Beauty

2Beauty

Dicas, tutoriais e resenhas sobre maquiagem.

Sephora

A sombra preta mais preta entre todas as sombras pretas

p1

p2

A sombra preta mais preta entre todas as sombras pretas é uma espécie de hobby que mantenho há tempos.

Às vezes a gente acha que tem a sombra mais preta, mas ao colocar lado a lado com outras acaba notando que ela nem era tão preta assim.

Faz anos que eu tenho o costume de fazer essas comparações só pela diversão da coisa toda, porque né… uma pessoa que tem blog de maquiagem óbviamente curte fazer amostrinhas de tudo.

Nesse tempo todo, ainda não achei a sombra preta perfeita (talvez ela nem tenha sido formulada ainda), mas me deparei com várias opções super boas.

Clica no link de mais pra ver todas elas!

p3

p4

p5

p6

p7

p8

p9

p10

p11

p21

Então…

A sombra mais preta!

Considerando apenas o tom do preto, as sombras da palette Catharine Hill, a Pure Shine da Vult, Preto Elke, Blackout e Oil Slick Urban Decay, Galaxy Duda Molinos, Coal Mary Kay e Eternal Black Infallible L’Oréal são as mais escuras.

Claro que rola uma diferença considerável de textura e pigmentação entre elas.

A sombra solta da Vult, por exemplo, tem cor maravis (MA-RA-VIS), mas é um SACO de aplicar, porque é em pó solto. Faz uma sujeira danada e dá preguiça de usar!

A sombra da L’Oréal e do Duda tem um brilho incrível e são super intensas nas amostras, mas não esfumam tão bem na pele.

A pretinha da Elke tem ótima pigmentação, mas esfarela muito…

Enfim, não dá pra considerar só a cor ou as amostrinhas no braço.

Tem que levar em conta como a sombra funciona na pálpebra ao ser aplicada com pincel (porque amostrinha feita com o dedo às vezes engana), se espalha bem, se não é muito seca ou pouco pigmentada ao esfumar, etc.

Dito isso, sinto informar que após anos e anos na liderança, a sombra preta da palette da Catharine Hill passou pro 2o lugar.

Foi por pouco, gente!

No momento, a melhor combinação de tom, pigmentação e textura é da sombra Blackout da palette Smoked da Urban Decay.

Ela é um pouco mais seca do que eu gostaria (não chega a atrapalhar), mas o preto é bem pretinho, o pigmento tem boa aderência e não some quando você esfuma.

p13

Sombra preta Catharine Hill e Blackout Urban Decay, ambas aplicadas com pincel (duas camadas) e sem primer

. . . . . . . . . .

PS: Voltarei com as comparações de sombra preta assim que colocar minhas mãos numa palette da Bed Head, já que Deus e o mundo juram de pés juntos que essa palette tem a sombra preta mais incrível.