Benedict Cumberbatch

Tô adorando essa coisa de eu escolher os padroeiros, mas quero voltar com as enquetes, viu?

Só parei, porque foi dureza manter a série “estados do Brasil” quando cheguei no Acre, em Tocantis e afins.

Aceito sugestões de tópicos para as próximas semanas!

Tudo bom, pessoal? Que tal foi o feriado de vocês?

Nesse final de semana a vó Leda completou 96 primaveras e teve festinha de família pra comemorar :)

Nem  feeegos nem bolo cascudo marcaram presença, mas de sobremesa teve Torta de Banana e Torta Macron, ambas do Machry.

A cozinha da vó merece umas férias no aniversário dela, não é? E as tortas do Machry são bem famosas aqui em Porto Alegre!

Eu não gosto de banana, mas fica a dica pra quem gosta: essa torta é feita com biscoito, chantilly e muito doce de leite. Ela é dos itens mais famosos desse bistrô e armazém e se você for dar uma voltinha pela zona sul da cidade, vale a pena conhecer.

Recomendo experimentar a Torta Paulinho que tem base de brownie e é recheada com doce de leite e nozes.

PS: A festinha também teve um doce de morango meio mousse / meio gelatina e totalmente esquisito que fez o papel de feeegos, porque ninguém quis experimentar – hahaha!

O resto do final de semana foi dedicado a maratonar “Alias Grace”, uma mini série baseada em um livro da Margaret Atwood, a autora do famoso “O Conto da Aia” – que também foi adaptado pra TV e está fazendo muito sucesso.

A história começa quando um psiquiatra é chamado para fazer uma avaliação sobre o estado mental de Grace Marks, uma “ilustre” assassina que está presa desde a adolescência no Canadá.

A obra é baseada em fatos reais!

Grace Marks foi uma imigrante irlandesa condenada à prisão pelo assassinato de seu patrão em 1843.

Gostei bastante! No espaço de duas noites e uma garrafa de vinho, assisti todos os episódios.