Ô, lá em casa… Voltei!

Ô, lá em casa… Voltei!

Hoje é quinta, mas parece segunda-feira aqui em casa, porque cheguei de viagem na terça e passei os últimos dias entre desfazer mala, lavar roupa, organizar o apartamento, etc.

Sabe aquela história que felicidade de pobre dura pouco? Então…

Depois de um belo final de semana em Berlim, com direito a burgão e vinho quente, abri a mão e gastei mais dinheiro na passagem de volta:

Ao invés da classe econômica, comprei passagem na “econômica premium” da Air France que tem poltronas mais espaçosas e apoio para pernas e pés, o que sempre ajuda na hora de dormir sentada.

Estava bem satisfeita, achando que dormiria o voo inteiro, mas graças a um sanduíche envenenado do aeroporto, eu passei mal na hora de embarcar.

Algumas horas depois, quando melhorei, fiquei de papo com a senhorinha que sentou ao meu lado até fechar os olhos e dormir.

Aí…

1

A senhora passou mal! Estava um calor dos infernos e acho que a pressão dela baixou. Abanei o que pude, mas a aeromoça demorou para aparecer e a senhora acabou desmaiando por alguns instantes.

Nessa hora eu entrei em pânico e comecei a gritar por um médio, por ajuda… foi baphão! Baphão no avião!

Felizmente ela melhorou depois de uma compressa com gelo e muita água, mas eu não consegui mais dormir.

De meia em meia hora, abria o olho pra ver se ela estava bem.

Nunca tinha passado por um susto desses! Felizmente, chegamos as duas sãs e salvas no Rio de Janeiro :)

O voo para Porto Alegre atrasou mais de hora e quando eu finalmente botei meus pés em casa, 24 horas depois de partir de Berlim, só sobrou energia para tomar um banho, sorrir para a montanha de caixas de recebidos e cair na cama.

Aliás, na próxima semana eu devo filmar a abertura de todos esses pacotes e preparar os próximos desapegos.

Pelo tamanho da montanha, acho que teremos muitos kits natalinos super recheados :)