Ô, lá em casa… George Clooney

Ô, lá em casa… George Clooney
Foto: Divulgação

Feriado acabou, tá rolando aquela tristeza pós folga, MAS… Temos George!

Meu amor imaginário desde os tempos de E.R. e o melhor exemplo de bophe vinho: só melhora com a idade.

Como foi o feriado de vocês? Eu comi, bebi, comi, bebi e comi e bebi mais um pouco. Foi lindo!

1

Altas biras

O final de semana começou com uma ida ao bar com os amigos e depois de algumas porções de polenta, Snaps vergonhosos e muito vinho e Cuba Libre, voltei pra casa de ladinho.

Fora a ressaca, foi ótimo! Encontrei algumas leitoras no Cotiporã e até mensagem de áudio pro WhatsApp alheio enviei.

Medo dessa mensagem! hahaha

O resto do final de semana foi uma repetição disso tudo e depois de tanta bira e de tanta fritura, meu fígado e meu estômago estão em depressão profunda.

2

Galetão da independência

Pra fechar a folga com chave de ouro, segunda-feira a família se reuniu pra um galeto.

Minha tia é super detalhista e montou uma mesa lindíssima para nos receber.

A comida estava super gostosa, mas os doces foram a melhor parte! O cardápio tinha pudim de brigadeiro e beijinho de prato.

O pudim é um tanto complicado pro nível dos meus dotes culinários, mas o beijinho de prato é super simples e eu já decorei a receita pra tentar fazer em casa:

Você mistura leite condensado, coco ralado e um pouquinho de manteiga e cozinha em fogo baixo até chegar no ponto de brigadeiro de colher.

Depois, pica merengues (também conhecidos como suspiros) e faz a primeira camada com esses merengues picados no prato da sua escolha.

Aí é só cobrir os merengues com o leite condensado e o coco, repetir mais uma camada de cada e, para finalizar, salpicar tudo com chocolate branco em lascas.

Antes de servir, é bom deixar na geladeira por algumas horas pra resfriar e ficar mais durinho. Super simples, né?

Vale avisar que o beijinho de prato é um doce BEEEM doce, desses de colar os beiços… mas é uma delícia!