2Beauty

2Beauty

Dicas, tutoriais e resenhas sobre maquiagem.

Sephora

E o sal?

Achei que seria do interesse de todas, então vou copiar aqui um comentário que a Li Petroucic fez no post sobre produteeenhos para cabelo.

Ela explica direitinho essa “cousa” de produtos sem sal e sobre como o pH é importante.

Vamos lá…

Oi Marina, tudo bem?
Estava lendo seu post e quando vi você falar sobre shampoos sem sal não agüentei ficar quieta. hehe

Muiiiiitas mulheres, devido a essa onda de várias marcas populares colocarem no rótulo “shampoo sem sal”, agora têm a mania de achar que o sal faz mal ao cabelo e que, qualquer shampoo sem sal, seja qual for a marca, é a melhor opção.

Apesar de ser noviiinha (21 anos hehe) sou cabeleireira, trabalho em salão já faz 2 anos, já tive oportunidade de fazer cursos com diversos cabeleireiros extremamente renomados (Celso Kamura, Marco Antonio de Biagi, Celso Kamassola, Wanderley Nunes…) e todos sempre tiveram a mesma opinião sobre essa lenga lenga de sal no shampoo: é lorota!

A função do sal, cloreto de sódio, nos shampoos é apenas uma: encorporar o produto e fazer espuma!

Quando ele não está presente na composição de um shampoo, sempre haverá um outro ativo que cumprirá a mesma função. Afinal quem compraria um shampoo que não faz espuma, não é mesmo?!

Acontece que grande parte das marcas, principalmente as populares, não utilizam os derivador do cloreto de sódio, pois isso elevaria muiiito o preço dos produtos.

Muitíssimo mais importante do que reparar se o produto tem ou não sal, é ficar de olho beeem aberto com seu pH.

Produtos muito alcalinos – com pH > 7 abrem completamente a cutícula do cabelo tornando-o frizado, ressecado, bem “jubona” mesmo!

Já os produtos ácidos – com ph < 7 – fecham as cutículas deixando os cabelos selados, sem frizz, macios e muito brilhosos!

Agora começou a onda de algumas marcas populares baixarem o pH dos produtos para menos de 7 e colocarem isso no rótulo, mas isso, pelo menos nas marcas profissionais, sempre foi obrigatório na composição dos cremes. 

Em um curso que fiz recentemente, eles testaram o pH de algumas marcas, entre elas Seda e Garnier, e o resultado foi absurdo, ambos possuíam pH de 7,5 a 8, mais alcalino que um detergente, por exemplo.

Não tem cabelo que fique bom desse jeito, né? Nem mesmo shampoos anti-resíduos que tem finalidade de limpar profundamente os cabelos e abrir beeem as escamas possuem pH superior a 7.

Desculpe o comentário gigaaante e espero ter ajudado! :)

Ah, mais uma coisa, muito provavelmente seu cabelo não se deu bem com a queratina da Vizcaya porque você já faz progressiva (lembro que li uma vez no seu post, mas não lembro se foi de chocolate, marroquina…) e, seja em qualquer tipo de progressiva, o principal componente, além do formol, é a queratina pura, que quando em excesso deixa o cabelo muito rígido e com o aspecto de espigado.

A Simone completou o comentário da Li com uma notinha interessante também:

Concordo com a Li em partes. Sim, esse negócio de shampoo sem sal é lorota! Mas o NaCl só serve como espessante na fórmula, o que dá espuma é o excesso de tensoativo, que normalmente é o lauril sulfato de sódio, que é agressivo e resseca os cabelos, porém praticamente todo mundo usa porque é muito barato.

Além disso como 99,9% dos shampoos tem lauril eles NÃO são sem sal, visto que o próprio lauril é um sal!!

Obrigada, Li e Simone! :)

- – - – - – -

Minha mãe (que é farmacêutica) já tinha “rolado os zóin” pra mim quando cheguei em casa com shampoo sem sal, mas sabe como é, né? Casa de ferreiro, espeto de pau…

Só fui dar atenção quando as meninas aqui do blog me avisaram.

Então vocês já sabem… essa coisa de 100% sal free “non exsiiiiste” (Padre Quevedo mode on) e é importante ficar ligada no pH da fórmula.

  • pH acima de 7 abre a cutícula do cabelo e você fica Maria-Bethânia-gosto-muito-de-te-ver-leãozinho.
  • pH abaixo de 7 fecha a cutícula e o cabelo fica sem frizz, brilhoso e bonito. 

- – - – - – -

Fugindo um tiquinho do tópico, aqui vai uma foteeenho do meu cabelo com o produto do John Frieda que eu sempre falo e suuuper recomendo:

Primeira foto: mufa “ao natural”.

Segunda foto: mufa alisada e tratada com o Brilliant Brunette Luminous Color Glaze. Muito breeelho!